OUÇA AQUI RÁDIO COMUNITÁRIA METAMORFOSE FM 104,9 - SÃO FRANCISCO DO OESTE /RN

terça-feira, 28 de maio de 2019

Juíza quebra tabu de 14 anos em CSA x Goiás

Edina Alves Batista anulou corretamente gol do CSA e aplicou quatro amarelos em jogo


Edina beija a bola ao entrar em campo para apitar CSA x Goiás (Foto: Igor Pereira/Agif/Estadão Conteúdo)

A caminhada foi longa, mas Edina Alves Batista, de 39 anos, entrou para a história do futebol brasileiro. Árbitra da vitória do CSA, por 1 a 0, sobre o Goiás, no estádio Rei Pelé, em Maceió nesta noite pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro, ela encerrou um tabu de 14 anos sem uma mulher no apito em um jogo da primeira divisão nacional.
A paulista Sílvia Regina de Oliveira que, nesta segunda-feira foi responsável por supervisionar o funcionamento do sistema de árbitro de vídeo (VAR), tinha sido a última a apitar em 2005, no jogo Fortaleza 1 x 2 Paysandu. Edina Alves deu quatro cartões amarelos e anulou um gol do CSA corretamente, com colaboração da assistente Neuza Back, que também vai ao Mundial feminino, que começa em junho, na França. Patrick Fabiano estava com um pé à frente na linha do impedimento. Ela não precisou recorrer ao auxílio do VAR.
ESTADÃO CONTEÚDO/BAND ESPORTES