OUÇA AQUI RÁDIO COMUNITÁRIA METAMORFOSE FM 104,9 - SÃO FRANCISCO DO OESTE /RN

domingo, 30 de junho de 2019

Semifinais da Copa América estão definidas: confira datas e horários

© Fornecido por Gazeta Esportiva

Apenas quatro seleções seguem na disputa pela Copa América. Pelas semifinais do torneio, Brasil e Argentina, além de Chile e Peru, se enfrentam na próxima semana em busca de uma vaga na grande decisão.
A Seleção Brasileira fica frente a frente com os argentinos na próxima terça-feira, às 21h30 (horário de Brasília), no Mineirão, em Belo Horizonte. Já os chilenos encaram os peruanos na quarta-feira, no mesmo horário, às 21h30 (horário de Brasília), na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.


Mutirões da cidadania atendem mais de mil mulheres e crianças no RN

FOTOS: SANDRO MENEZES




Moradora do sítio Baixa do Tubarão, a agricultora familiar Maria das Graças Carvalho Amorim, 28 anos, mãe de três filhos pequenos, viajou 24 km, da zona rural ao centro, para fazer uma nova via da identidade. Ela adquiriu o documento gratuitamente graças ao mutirão do Programa Estadual de Documentação da Mulher Trabalhadora Rural, realizado quinta-feira (27) e sexta-feira (28), na sede do Sindicato dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais (STTR), na cidade de Apodi, distante 340 km da Capital "Estou achando muito bom poder resolver isso aqui hoje, com facilidade e na nossa própria cidade, porque a situação financeira está muito difícil e toda economia faz a diferença", disse Gracinha, como é mais conhecida.
O sorriso no rosto da agricultora e artesã Francisca Ediones de Freitas Lima, 54, demonstra o quanto os mutirões estão sendo bem recebidos pelo seu público alvo. Ela ouviu falar da ação no noticiário do rádio, na manhã de sexta, e imediatamente se arrumou para aproveitar a oportunidade. "É de graça, recebe na hora e é aqui mesmo, perto de casa. Fui muito bem recebida e só tenho a agradecer à equipe do governo. Todos têm olhado para nós, agricultores e artesãos", declarou.
Coordenado pela Sedraf (Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar), o Programa Estadual de Documentação da Mulher Trabalhadora Rural, lançado no Dia Internacional da Mulher (8 de março), pela governadora Fátima Bezerra, garante de forma gratuita o acesso das mulheres trabalhadoras rurais aos documentos civis e trabalhistas. Os atendimentos estão sendo realizados por meio de mutirões nas proximidades de moradia, no sentido de fortalecer a cidadania e contribuir para a autonomia dessas mulheres, possibilitando o acesso às políticas públicas e contribuir para igualdade entre homens e mulheres no Rio Grande do Norte.
O secretário Alexandre Lima disse que a meta do programa é realizar três mil atendimentos até o final do ano. "Nós buscamos atingir uma parcela da população que geralmente não são beneficiadas pelas políticas públicas.  Essas ações têm aproximado essas mulheres a um direito tão básico que é a documentação. Isso facilita o acesso delas tanto às redes de promoção social quanto aos programas de inclusão produtivas. E isso só se faz com identidade", explicou.
Ele informou que já existe um cronograma estabelecido até dezembro e todos os territórios do Estado serão percorridos. Até o momento, foram realizados mutirões em Currais Novos, Caicó, Paraú e Apodi, totalizando mais de mil emissões de documentos, muitos deles sendo primeira via, principalmente para mulheres jovens e também crianças. O público prioritário de atendimento do programa são as mulheres da agricultura familiar, acampadas, assentadas da reforma agrária, pescadoras artesanais, extrativistas, quilombolas, indígenas e mulheres trabalhadoras rurais de uma forma geral. Os mutirões têm a parceria com o ITEP-RN, prefeituras municipais e Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR).

Assecom-RN

MUNICÍPIO DE SÃO FRANCISCO DO OESTE RECEBE PELA PRIMEIRA VEZ O PROJETO TRILHAS POTIGUARES DA UFRN

A imagem pode conter: ar livre

Alunos, professores e técnicos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) desembarcam hoje, (30/06), em São Francisco do Oeste, onde irão desenvolver atividades de extensão do Programa Trilhas Potiguares – Edição 2019. A programação vai de 30 junho a 07 de julho e conta com o total apoio da Prefeitura Municipal. O evento é aberto a toda comunidade e o projeto irá desenvolver atividades como: Palestras, oficinas e minicursos nas áreas de: teatro, dança, saúde, cultura, reciclagem, educação, atividades físicas, meio ambiente, lazer, comunicação, agroecologia e tecnologia.

A abertura acontecerá no domingo (30/06) ás 20 horas na praça da matriz com a apresentação do projeto e o cronograma de atividades e em seguida será exibido um filme no Cinema na Praça. Já na segunda-feira (01/07) a partir das 08 horas, será realizada a ação Circuito na Praça com atividades de saúde, reciclagem, ciranda infantil, plantio de mudas, oficina de compostagem, confecção de lixeiras urbanas, reutilização de pneus, dança, teatro, mostra de profissões, atividades físicas, palestras e a noite acontecerá Cinema na Praça. A programação se encerra pra comunidade no dia 06 com o evento Arte pela Cidade com pinturas, instalações das lixeiras, objetos confeccionados de pneus, música, dança e a noite uma festa junina na praça da matriz.
Confira toda a programação clicando no link abaixo:


ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

Governo Fátima é aprovado por 52,5% dos natalenses; e o prefeito Álvaro tem 54,5%


Blog do César Santos

Os natalenses estão satisfeitos com o governo Fátima Bezerra (PT). É o que aponta a pesquisa Consult, que levantou a avaliação dos primeiros meses da gestão da governadora petista.
Segundo a pesquisa, o governo Fátima é aprovado por 52,5% dos natalenses; reprovado por 33,75%; enquanto 13,75% não responderam.
A gestão do prefeito Álvaro Dias (ainda no MDB) também é aprovada por mais da metade dos entrevistados. A pesquisa Consult revela que 54,5% aprovam a gestão Álvaro; 26,38% desaprovam; e 19,13% não quiseram responder.
O governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) tem 39,13% de aprovação dos natalenses, acima dos 31% de aprovação no País atestados pela pesquisa Ibope. Já 52,25% desaprovam o governo Bolsonaro, enquanto7,63% não opinaram.
Foram ouvidos 800 eleitores entre os dias 21 e 25 de junho. O índice de confiança é de 95% e 3,5% é a margem de erro, para mais ou para menos.

Justiça determina bloqueio de R$ 1,2 mi nas contas do Estado por dívidas com precatórios


O juiz Bruno Lacerda determinou a realização de bloqueio de R$ 1.278.010,050 nas contas do Estado do Rio Grande do Norte para saldar os valores em atraso referentes aos aportes mensais devidos para o pagamento de precatórios. O magistrado é responsável pela Divisão de Precatórios do Tribunal de Justiça do RN (TJRN).
Com a decisão, o Estado passa a ficar registrado como inadimplente junto ao SICONV - sistema eletrônico do Governo Federal que impede o recebimento de transferências voluntárias caso o Estado ou Municípios tenham, por exemplo, dívida com precatórios.
“Não é demais lembrar que a previsão para o pagamento das dívidas de precatórios por orçamento (regime geral) ou dos aportes mensais (regime especial) é uma realidade para todos os entes devedores sujeitos ao pagamento de precatórios, em quaisquer dos regimes, não sendo escusável qualquer argumento que se escore na falta de recursos provisionados em orçamento para o cumprimento de tal obrigação, à vista das expressas disposições constitucionais (arts. 100, CF e art. 101 do ADCT)”, observa o magistrado em sua decisão.
O caso
A Divisão de Precatórios instaurou procedimento para acompanhamento do plano anual de pagamento apresentado pelo Estado do Rio Grande do Norte a fim de saldar as obrigações referentes ao exercício de 2019.
Em sua decisão, o juiz esclarece que os pagamentos realizados pelo Estado têm ocorrido de acordo com o plano de pagamento homologado pelo TJRN. Segundo o plano, nos meses de janeiro a abril os valores aportados seriam oriundos, exclusivamente, de valores referentes a percentuais das contas de depósitos judiciais, ainda que tais recursos mensais não alcançassem o patamar de aporte devido mês a mês, calculado em R$ 9.842.143,07.
Certidão apontou que entre janeiro e abril o Estado deixou de aportar o montante de R$ 9.570.857,93. Desta forma, o ente foi informado no último dia 10 da obrigatoriedade de apresentação de plano de pagamento para cumprimento de tal montante, bem como de complementação dos valores referentes ao mês de maio (R$ 189.631,88), totalizando uma dívida de R$ 9.760.489,81.
Segundo o plano de pagamentos, a partir do mês de maio, o Estado deve complementar os valores necessários ao alcance do aporte integral mensal.
“Assim, induvidoso o descumprimento, no que se refere à integralização do aporte de maio de 2019 que, conforme já mencionado, foi de R$ 189.631,88. Quanto aos valores necessários à mesma integralização dos aportes dos meses de janeiro a abril, ressalvados pela aprovação do plano de pagamento em fevereiro, deveriam ter sido objeto de novo plano a ser apresentado pelo Estado, considerando que, segundo regra estabelecida no art. 101, ADCT, os valores aportados anualmente pelos entes devedores devem ser suficientes para a quitação dos débitos, segundo projeção realizada anualmente”, diz a decisão.
O responsável pela Divisão de Precatórios define que o montante de R$ 9.570.857,93 deve ser adimplido nos meses restantes até o final de 2019, resultando no valor mensal de R$ 1.196.357,24 a ser acrescidos ao valor mensal previsto de R$ 9.842.143,07. Assim, a parcela mensal devida pelo Estado será de R$ 11.038.500,31, a partir do mês de maio.
Uma vez que no mês de maio, o aporte realizado foi de R$ 9.760.489,81, a Divisão de Precatórios observou a dívida de R$ 1.278.010,50, “pelo que deve ser realizado o bloqueio e sequestro de tal montante nas contas do referido ente devedor, conforme imposição do art. 104, I, ADCT”, conforme determina a decisão do juiz Bruno Lacerda.
O Tribunal de Contas do Estado, o Ministério Público Estadual e a Assembleia Legislativa serão oficialmente informados do inadimplemento, para adoção das medidas cabíveis.

(Processo nº 2019.050003-4)

Hoje é celebrada Solenidade de São Pedro e São Paulo


O dia de hoje é para nós dia sagrado, porque nele celebramos o martírio dos apóstolos São Pedro e São Paulo... Na realidade, os dois eram como um só; embora tenham sido martirizados em dias diferentes, deram o mesmo testemunho”, explicou o Bispo Santo Agostinho (354-430) em seus sermões sobre a solenidade de São Pedro e São Paulo, celebrada em 29 de junho, mas que é transferida para o domingo seguinte no Brasil e em ouros países..
Esta celebração recorda que São Pedro foi eleito por Cristo: “Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja”. Humildemente, ele aceitou a missão de ser “a rocha” da Igreja.
O Papa por sua parte, como Sucessor de Pedro e Vigário de Cristo, é o princípio e fundamento perpétuo e visível da unidade, tanto dos bispos como da multidão de fiéis. É Pastor de toda a Igreja e tem poder pleno, supremo e universal. Por isso, também é comemorado nesta data o dia do Sumo Pontífice.
Do mesmo modo, comemora-se São Paulo, o Apóstolo dos gentios, que antes de sua conversão foi um perseguidor dos cristãos e passou, com sua vida, a ser um ardoroso evangelizador para todos os católicos, sem reservas no anúncio do Evangelho.
Como o Papa Bento XVI recordou em 2012, “a tradição cristã tem considerado São Pedro e São Paulo inseparáveis: na verdade, juntos, representam todo o Evangelho de Cristo”.
“Apesar de ser humanamente bastante diferentes e não obstante os conflitos que não faltaram no seu mútuo relacionamento, realizaram um modo novo e autenticamente evangélico de ser irmãos, tornado possível precisamente pela graça do Evangelho de Cristo que neles operava. Só o seguimento de Cristo conduz a uma nova fraternidade”, destacou.

Para escapar da Lei Seca, motoqueiro abandona moto e faz BO alegando roubo


Durante a madrugada deste sábado (29), os agentes da Operação Lei Seca observaram um cidadão trafegando numa motocicleta na direção do local que eles estavam e, quando este cidadão viu a barreira policial, parou a moto, desceu e foi embora, deixando-a no local.

Para a surpresa dos policiais da Lei Seca, o piloto desta motocicleta Josenildo Ananias de Sousa, de 43 anos, foi na Delegacia de Plantão, no Grande Alto São Manoel, e registrou um Boletim de Ocorrência, afirmando que a motocicleta havia sido roubada nos festejos do Mossoró Cidade Junina.

"Por volta das 2h, o condutor de uma motocicleta abandonou o veículo em via pública e saiu andando para não ser abordado pelos policiais. Nós vimos toda a situação, mas em virtude do fluxo, não foi possível alcançá-lo, e ele acabou se evadindo”, narra o capitão Isaac Paiva.

O capitão Isaac Paiva é o coordenador da Operação Lei Seca no RN e está em Mossoró para acompanhar o trabalho dos policiais da Lei Seca no retorno para casa de quem está indo curtir as festas no Mossoró Cidade Junina, como forma de evitar acidentes por motoristas bêbados.

“Então guardamos a moto. Quando o dia amanheceu, momento em que já estávamos fazendo a remoção do veículo para o pátio da delegacia, o mesmo cidadão que havia deixado a moto largada no meio da rua apareceu no distrito com um Boletim de Ocorrência alegando que sua moto havia sido furtada", relatou Isaac Paiva.

"O condutor da moto fez o BO ainda durante a madrugada, na tentativa de ter um documento álibi pra não ser multado. Porém, ele não contou que havia sido visto na ocasião, conduzindo a motocicleta. Então, ele foi levado para a delegacia para ser autuado por falsa comunicação de crime", finalizou o capitão Isaac Galvão.

Além do piloto da motocicleta que tentou dá uma de esperto, o capitão Isaac Galvão informou que foram abordados 853 condutores de veículos automotores. 100 deles foram autuados por dirigir com teor de álcool acima do permitido no sangue e 72 tiveram os veículos rebocados.

O motoqueiro Josenildo Ananias de Sousa que tentou enganar os policiais da Lei Seca, além de enquadrados nas leis de trânsito, terminou preso e autuado por falsa comunicação de crime em Boletim de Ocorrência. O nome do motoqueiro não foi informado pelos agentes da Lei Seca. Ele foi entregue ao delegado de Plantão Evandro dos Santos.

O trabalho dos policiais da Lei Seca continua na região de Mossoró durante o final de semana. A meta principal é evitar que condutores de veículos automotores sob efeito de álcool causem acidentes, causando enormes prejuízos a outros e a saúde pública do Estado.(Mossoróhoje).

Motorista é preso com 64 quilos de cocaína em caminhonete na BR-403, no interior do Ceará


Agentes da Polícia Rodoviária Federal (28) prenderam um motorista e apreenderam uma carga de 64 quilos de cocaína na tarde desta sexta-feira (28), no km 01 da BR 403, em Acaraú, no Ceará.
Segundo a PRF, o motorista de 58 anos estava com a carga escondida em uma caminhonete modelo GM-S10, quando foi abordado. Após fiscalização, os policiais encontraram os entorpecentes distribuídos em 64 tabletes.
De acordo com os sistemas de segurança pública, o condutor do veículo já possuía antecedentes criminais por tráfico de drogas.
Ele foi detido e encaminhado para a sede da Polícia Federal em Fortaleza, onde será autuado em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

*G1 CE

Chuva de Bala no País de Mossoró emocionou pessoas de todas as idades


Com todas as apresentações lotadas, a edição 2019 do Chuva de Bala no País de Mossoró emocionou pessoas de todas as idades e lugares, que vieram assistir ao espetáculo que retrata a resistência de Mossoró ao bando de Lampião.
A penúltima apresentação realizada nesta quinta-feira (27), não foi diferente e atraiu um público de cerca de 2 mil pessoas.
Na plateia, a mossoroense Cláudia Maia, conta que veio do Texas para aproveitar o período do Mossoró Cidade Junina e rever a família e os amigos. Acompanhada do filho e do sobrinho, a mossoroense destaca a qualidade da produção artística. “O Chuva de Bala esse ano superou todas as expectativas, me senti na Europa. Muito artístico a homenagem a Antônio Francisco”, destacou.

* Robson Pires

Polícia Civil prende segundo suspeito de envolvimento em morte de engenheiro em festa junina em Apodi, RN


A Polícia Civil prendeu nesta sexta-feira (28) mais um suspeito de envolvimento no assassinato do engenheiro civil Euriclides Góes Torres.
Euriclides tinha 38 anos de idade e foi morto durante uma festa em Apodi, Oeste potiguar, no domingo (23).
O preso é um homem de 24 anos, que se apresentou na delegacia de Areia Branca, na região Costa Branca, e ficou detido por força de um mandado de prisão. Ele seria a pessoa com quem Euriclides Torres brigou durante a festa junina, antes de ser assassinado.
Os disparos que atingiram o engenheiro foram efetuados por uma terceira pessoa, que presenciou a briga. Na terça-feira (25), a polícia já havia prendido esse suspeito, um jovem de 21 anos. Ele confessou que atirou em Euricledes Torres.

G1-RN

Governo cria comitê para relacionamento com fornecedores

As relações contratuais entre o Governo do Estado e seus fornecedores de bens ou serviços agora têm um novo dispositivo de execução. Foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado, 28, o Decreto Nº 28.962, que institui o Comitê de Relacionamento com Fornecedores (COREF) de bens ou serviços ao Poder Executivo Estadual, cujo objetivo é abrir um canal de diálogo permanente com os fornecedores que têm contratos em execução. Dúvidas sobre processos licitatórios, propostas vindas da iniciativa privada, entre outros assuntos, serão tratados no comitê que vai orientar políticas públicas para garantir a valorização das empresas que fomentam a economia do estado.
Assim, os serviços prestados pelo Governo do RN ganham em agilidade, redução de custos e resolutividade, levando estes benefícios ao cidadão.
O órgão tem caráter consultivo e será presidido pelo Gabinete Civil da Governadora do Estado (GAC). Sua composição terá um representante dos seguintes órgãos: Secretaria de Estado do Planejamento e das Finanças (SEPLAN), Secretaria de Estado da Administração (SEAD), Procuradoria-Geral do Estado (PGE), Controladoria-Geral do Estado (CONTROL), Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN), Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do RN (FCDL), Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do RN (FECOMERCIO) e Federação da Agricultura do RN (FAERN).

Decisão de Guedes de liberar R$ 100 bilhões de compulsório foi ironizada por parlamentares

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
A decisão do ministro Paulo Guedes, da Economia, de liberar R$ 100 bilhões em compulsórios para os bancos para incrementar o crédito foi ironizada por parlamentares. Em mensagens, eles enviavam reportagens mostrando que o governo de Dilma Rousseff fez a mesma coisa em mais de uma ocasião.
Em dezembro de 2012, o Banco Central alterou uma regra no recolhimento do compulsório sobre depósitos à vista para estimular bancos privados a financiarem bens de capital, como compra de caminhões e exportação de bens de consumo, entre outros.
Em agosto de 2014, Guido Mantega, então ministro da Fazenda de Dilma, anunciou medidas junto a nova alteração de normas de recolhimento de compulsórios decidida pelo Banco Central —que liberou R$ 10 bilhões em recursos.

Monica Bergamo/Folha de S.Paulo

Cocaína encontrada com sargento da FAB é avaliada em R$ 5,6 milhões

Autoridades da Guarda Civil da Espanha avaliaram em 1,3 milhão de euros (cerca de 5,6 milhões de reais) os 39 kg de cocaína encontrados com o segundo-sargento da Força Aérea Brasileira (FAB) Manoel Silva Rodrigues, segundo o jornal espanhol El País. O militar foi detido na terça-feira, 25, no aeroporto de Sevilha durante escala para o voo que seguia para o Japão, em comitiva de apoio à viagem do presidente Jair Bolsonaro à cúpula do G-20.
Segundo a publicação, a Guarda Civil, que ainda não detectou a pureza da droga, investiga qual era o destino dos entorpecentes e por qual razão o militar estava carregando os 37 pacotes dentro de uma mala de mão. As autoridades não descartam que a cocaína ficaria na Espanha e avaliam que Silva poderia ser uma “simples mula de uma organização de traficantes”. Após ser detido, o sargento teve a prisão provisória decretada por um tribunal de Sevilha, sem possibilidade de fiança, acusado de crime contra a saúde pública – que é como o Código Penal do país descreve esse tipo de delito.
A FAB comunicou ontem, em entrevista coletiva, que um Inquérito Policial Militar (IPM) foi instaurado para esclarecer o fato e que as investigações seguirão em sigilo. A detenção do militar que fazia parte da comitiva de apoio à viagem do presidente Jair Bolsonaro teve grande repercussão na imprensa internacional às vésperas de sua estreia no G-20, encontro que reúne as vinte maiores economias do mundo e que este ano acontece em Osaka, no Japão.
O aeronave da FAB em que estava o sargento é usada como reserva do avião presidencial e, portanto, a comitiva da qual Silva fazia parte não estava no mesmo avião que transportou Bolsonaro de Brasília para o país asiático na noite de terça-feira.
Em seu Twitter, Bolsonaro classificou o episódio como “inaceitável”. “Exigi investigação imediata e punição severa ao responsável pelo material entorpecente encontrado no avião da FAB”, afirmou o presidente. O ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, general Augusto Heleno, classificou o fato da detenção ter ocorrido antes do encontro do G-20 como uma “falta de sorte”, mas que não atrapalha a imagem do País no exterior. Heleno está em Osaka acompanhando o presidente, que nesta sexta-feira, 28, encontrou-se com o presidente da França, Emmanuel Macron, e com o mandatário norte-americano Donald Trump.

Estadão Conteúdo

Na rota de Lula, semiaberto na Lava Jato tem de ‘prisão de famosos’ a confinamento

Possível futuro do ex-presidente Lula, o cumprimento de pena em regime semiaberto não é muito frequente na Lava Jato e tem precedentes na operação que incluem a permanência no chamado “presídio das celebridades”, no interior de São Paulo, e uma espécie de confinamento de um condenado no território de Curitiba.
O petista teve a pena por corrupção e lavagem no caso do tríplex reduzida pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça) em abril e, em parecer divulgado no início do mês, o Ministério Público Federal concordou com tese da defesa de que ele já preenche os requisitos para a concessão do benefício.
A palavra final sobre esse pedido da defesa caberá à Quinta Turma da corte, em julgamento ainda sem data definida. O ex-presidente tenta também a liberdade imediata por meio da anulação dos processos já julgados.
Nas ações já julgadas da Lava Jato, é incomum um condenado em segunda instância, como Lula, progredir do regime fechado para o semiaberto com base apenas no tempo que permaneceu na cadeia.
Isso ocorre porque uma lei exige que o réu, para obter o benefício, pague a reparação dos danos aos cofres públicos, que em muitos casos somam valores milionários. Esse requisito que tem travado a progressão de regime pode não ser um impeditivo para Lula, já que o STJ reduziu também a quantia imposta a ele, para R$ 2,4 milhões.
Mais frequente na Lava Jato é que o condenado comece a cumprir a pena diretamente no regime semiaberto. Essa situação se aplica a presos condenados a penas inferiores a oito anos de prisão.
Em dois casos recentes da operação, a Justiça Federal no Paraná ordenou que os presos fossem enviados ao complexo de Tremembé, no interior paulista, conhecido por abrigar presos de crimes de repercussão. O local foi escolhido por ter vagas disponíveis em uma de suas alas para condenados ao semiaberto.
Nessa modalidade de reclusão, o preso passa a cumprir pena em uma unidade com estrutura para trabalhos dentro do próprio estabelecimento, como uma colônia agrícola ou industrial. Também tem autorização a saídas temporárias, sem vigilância, para visitas à família, para participação em atividades que promovam “o retorno ao convívio social” ou para ida a cursos.
Um dos réus encaminhados a Tremembé foi Natalino Bertin, ex-dono do frigorífico Bertin, condenado por participação em lavagem de dinheiro a favor do PT. Na ala para detentos do regime fechado do complexo, estão detidos, por exemplo, Alexandre Nardoni, condenado pelo assassinato da filha Isabella Nardoni, e o ex-seminarista Gil Rugai, condenado pela morte do pai e da madrasta em 2004.
A defesa de Bertin pleiteava que ele permanecesse detido em casa, com tornozeleira eletrônica, mas o juiz Danilo Pereira Junior, que cuida do dia-a-dia das penas de parte dos presos da Lava Jato, decidiu mandá-lo para a unidade em São Paulo.
Ele disse que a conversão do semiaberto em cumprimento da pena em casa com tornozeleira eletrônica é excepcional e depende da efetiva demonstração de ausência de vagas de semiaberto no sistema. Bertin começou a cumprir a condenação no mês passado. Ele trabalha em uma horta dentro da unidade.
Também passou pela mesma situação o economista Luiz Casante, condenado no mesmo processo de Bertin. Ele, porém, conseguiu ser transferido para uma unidade em Bragança Paulista, para ficar mais perto da família, e já obteve progressão para o regime aberto, em que o preso pode ficar recolhido em casa à noite e nos fins de semana.
O economista conseguiu reduzir o período de permanência no semiaberto com a leitura de livros no estabelecimento prisional, possibilidade também à disposição de Lula.
Condenado pelo ex-juiz Sergio Moro a cinco anos anos de prisão por lavagem, o empresário Ronan Maria Pinto foi obrigado a permanecer em Curitiba, apesar de ter casa e negócios em São Paulo.
Em fevereiro, a Justiça estadual paranaense rejeitou enviá-lo a uma unidade do semiaberto disponível por falta de garantias de segurança. Ele foi liberado mediante o monitoramento eletrônico e com a obrigação de não sair da região metropolitana da capital paranaense sem autorização judicial.
Esse modelo é batizado de semiaberto “harmonizado” ou “humanizado”.
Também precisa ficar recolhido das 23h às 6h e obter ocupação ou frequentar curso de ensino formal ou profissionalizante. À Justiça a defesa dele disse que atua à distância como diretor-superintendente do jornal Diário do Grande ABC.
A decisão, expedida em fevereiro, foi da juíza estadual Luciani Maronezi.
Condenado em primeira instância em 2015, o ex-assessor parlamentar do PP Ivan Vernon Torres Júnior começou a cumprir a pena de cinco anos de prisão só em maio deste ano. A defesa reclama que, por falta de vagas, ele foi colocado em regime fechado, no Rio, embora tenha direito a ficar no semiaberto.
Esses casos não chegam a ser projeções para o futuro de Lula, já que não foram despachados pela juíza federal responsável por administrar a pena do petista, Carolina Lebbos. Caberá a ela eventualmente definir as condições para que o ex-presidente deixe a cadeia, como requisitos e local de cumprimento de pena.

Folhapress

Vereador de Macau pode perder o mandato e até ser preso caso o MP prove acusações

O vereador Ítalo Mendonça deve se explicar à população e ao MP de uma denúncia sobre manobra criminosa que pode ter praticado forjando seu afastamento do cargo em comissão que exercia na Prefeitura de Macau para disputar a campanha de 2016, além de possíveis desvios das contas da Macau Prev para contas bancárias de sua própria mãe.
Agora, com a investigação do Ministério Público em andamento, o edil está há um passo de perder o mandato e possivelmente responder processo criminal com a possibilidade, inclusive, de perda da liberdade. Assessores próximos ao vereador afirmam que o problema tem deixado Ítalo explosivo e destemperado com seus pares e liderados.
A população espera agora que a Câmara municipal se posicione sobre o assunto, e instaure inquerido para averiguar a conduta do edil.
Não teve zelo nem pela mãe
Para cometer o crime, qualificado como furto pelo Ministério Público, Ítalo Mendonça,  pediu afastamento do cargo, mas, continuou usando a senha da Macau Prev em um computador da sua residência de onde desviou dinheiro para contas da sua mãe o que a coloca como vítima dos mal feitos do próprio feilho.
Em conversas de rua, é comum ouvir de populares a seguinte frase se referindo ao Vereador: “Não teve zelo nem pela mãe, vai ter pelo dinheiro do povo”.

Blogue Alex Silva

Náutico faz jogo burocrático, sai na frente, mas leva gol de empate do ABC


O 1 a 1 escrito no placar dos Aflitos não foi nada bom para o Náutico que, dentro de casa, foi surpreendido pelo ABC e não saiu da sétima colocação do Grupo A da Série C, com 12 pontos. Já para o time potiguar, menos mal.
Mesmo sem deixar a lanterna, com seis pontos, pontuou pelo segundo confronto consecutivo. Em toda a competição, foi a segunda vez que somou alguma coisa fora dos seus domínios.
O jogo demorou para engrenar. Até os 25 minutos, nem o Náutico nem o ABC protagonizaram lances de perigo.
O ABC mostrou-se um ferrolho difícil abrir. O primeiro lance de perigo foi dos visitantes, depois de um chute perigoso de Dione, que Jefferson defendeu bem. Até que entrou uma figura decisiva: o goleiro Saulo, do ABC, formado nas categorias de base do Sport.
Na primeira armação de perigo do Timbu, uma cabeçada firme de Wallace Pernambucano, ele fez uma ótima defesa. Dois minutos depois, Thiago chutou após um cruzamento. E Saulo falhou feio. Gol do Timbu.
O ABC atuou melhor no começo da segunda etapa. Colocou pressão no Náutico, insistiu no jogo ofensivo e foi premiado. De falta - uma bela cobrança -, Ivan empatou. Só depois disso o Timbu acordou, mas, mesmo assim, não se lançou ao ataque. Só no final do encontro, quando viu as coisas complicadas demais, esboçou uma reação. O ABC se defendeu como pôde e levou um pontinho precioso para Natal. A torcida do Náutico vaiou muito o time.
O ABC volta a jogar no próximo sábado, dia 6 de julho, contra o Treze, no estádio Frasqueirão, às 18h. Já o Náutico só entra em campo novamente, na segunda-feira, dia 8 de julho, contra o Imperatriz-MA. O jogo será no estádio Frei Epifânio, às 20h.
Marlon Costa / Pernambuco Press/G1RN

Bolsonaro comemora acordo entre Mercosul e União Europeia no último dia do G20


No último dia do encontro dos líderes das maiores economias do mundo, o presidente Bolsonaro comemorou o acordo comercial entre o Mercosul e a União Europeia e falou sobre as divergências com os europeus em questões ambientais.
Assinado durante a madrugada no horário japonês, o acordo de livre comércio entre a União Europeia e o Mercosul foi celebrado pelos dois lados antes do início do segundo dia de encontros do G20.
Com discursos dos presidentes da Comissão Europeia, Jean-Claude Junker, e da Argentina e do Mercosul, Mauricio Macri, o desfecho de uma negociação de 20 anos foi tratado como histórico e como vitória política pelo governo brasileiro, que tinha se envolvido em discussões com Alemanha e França a respeito de questões ambientais.
“Tivemos pela mídia a posição da senhora Angela Merkel que ela iria me procurar para tirar satisfações o sobre as questões climáticas no Brasil. Conversei com ela, situação bastante tranquila, num momento ela arregalava os olhos, mas de maneira bastante cordial mostramos que o Brasil mudou o governo e é um país que vai ser respeitado.Falei para ela da psicose para conosco. Uma conversa muito parecida com o senhor Macron, da França. Até o convidei para conhecer a região amazônica. Ele poderia ver que não existe esse desmatamento tão propalado."
O presidente Jair Bolsonaro voltou a falar sobre a possibilidade de o Brasil impor sanções a Cuba como forma de pressionar economicamente o regime venezuelano, mas que não trataria do tema com China e Rússia, que também já expressaram apoio a Nicolás Maduro.
“Tudo tem uma hierarquia. Não vejo chineses dentro da Venezuela, não vejo russos, a não ser um punhado de militares lá dentro, e sabemos que esses 60 mil cubanos estão lá da mesma maneira parecida que estavam os dez mil ditos médicos cubanos aqui no Brasil. Eu estava na presença do nosso presidente da Rússia e eu vi que não era o momento de você ser um pouco mais agressivo nessa questão."
Depois da Europa e América Latina, o presidente esteve com os representantes de Arábia Saudita, Índia, Singapura e Japão.
A agenda do líder chinês atrasou. Alegando questões logísticas e a necessidade de embarcar, o encontro entre Bolsonaro e Xi Jinping foi cancelado a pedido da delegação brasileira. O encontro, a sós, entre eles ficou para outubro, data provável da visita do presidente a Pequim.
“China é o maior parceiro comercial. Queremos aprofundar esse relacionamento para desfazer certas coisas que falavam ao meu respeito desde lá atrás”.
No encerramento do encontro, foi divulgado o documento final, assinado pelos líderes, com destaque para a defesa do comércio livre e mercados abertos e uma reforma da Organização Mundial do Comércio; alertas para o ritmo lento de crescimento econômico e urgência de medidas para lidar com as mudanças climáticas globais; propostas de cooperação internacional no combate à corrupção e lavagem de dinheiro; e a defesa de ações para reduzir a desigualdade entre homens e mulheres no mercado de trabalho.
G1

sábado, 29 de junho de 2019

Projeto Borborema dá mais um passo para investimentos no Seridó

FOTOS: IVANÍZIO RAMOS 

O Governo do Estado recebeu os diretores da Cascar Brasil Mineração para discutir o plano de investimento da empresa para extração de ouro em Currais Novos, denominado Projeto Borborema. O grupo de origem australiana estima iniciar as operações até o final de 2020, após ter recebido dia 22 de abril deste ano a licença de instalação emitida pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema).
A governadora Fátima Bezerra dialogou diretamente com o diretor presidente da Cascar, o australiano Andrew Roberts, sobre os investimentos da empresa, que giram em torno de R$ 200 milhões apenas na fase inicial, e a perspectiva de geração de 200 a 300 empregos diretos na 1ª fase do empreendimento, além de outros 1500 empregos indiretos.
“A agilidade do Idema em conceder a licença de instalação proporcionará a gerar de empregos dignos para a população do Rio Grande do Norte, ainda mais importante por ser no interior do estado e à luz da tradição de mineração do Seridó. Nossa política de governo é desconcentrar a geração de empregos e o projeto Borborema conecta-se diretamente. O Governo do Estado está aqui para ser parceiro dos empreendedores, com diálogo e transparência, dando segurança jurídica e patrimonial”, destacou a governadora.
De acordo com o diretor presidente da Cascar Brasil, o projeto que vai recolocar Currais Novos no mapa mineral do país é o foco da empresa, que abriu mão de empreendimentos em outras regiões para concentrar esforços no RN. “Vamos trazer a expertise e o investimento da Austrália, mas os empregos serão todos voltados para o Brasil. Este é um trabalho de longo prazo e temos fé que ele tem tudo para ser lucrativo”, concluiu Andrew Roberts, que esteve acompanhado do diretor operacional Júlio Nery e a geóloga Jucieny Barros, responsável pelo projeto.
Além da licença de instalação, o Governo também já fechou acordo, por meio da Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern), para cooperar com o empreendimento. O processo de extração do ouro reaproveitará o esgoto tratado de Currais Novos, com a instalação de uma adutora de 30 km ligando a estação de tratamento da cidade até a mina. O empreendimento também contará com uma política de sustentabilidade, sem a utilização de metais pesados na exploração e beneficiamento do ouro e com a produção de rejeito seco.
O próximo passo da relação entre Governo e Cascar será a assinatura de um protocolo de intenções, que está em fase de finalização. Durante a reunião, o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado, relatou também o trabalho da gestão estadual para reformular o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial (Proadi). “Dentro dos próximos 30 dias vamos apresentar a reformulação do Proadi, com novas alíquotas, incluindo um diferencial de benefício para as empresas que gerarem empregos no interior do estado, dentro da política de desenvolvimento sustentável”, afirmou o secretário.
A reunião ainda contou com a presença da senadora Zenaide Maia, do vice-governador Antenor Roberto, do deputado estadual Francisco do PT, dos secretários-adjuntos do Sílvio Torquato (Desenvolvimento Econômico) e Manoel Assis (Tributação), do diretor presidente da Caern Roberto Sérgio Linhares e do prefeito de Currais Novos Odon Júnior.

Assecom-RN

POLICIAL MILITAR DA RESERVA É PRESO E AUTUADO EM FLAGRANTE POR TENTATIVAS DE HOMICÍDIOS DURANTE A MADRUGADA NO CONJUNTO VINGT ROSADO


O Policial da reserva da PM, soldado Ângelo Máximo Xavier, foi preso na madrugada desta sexta feira 28 de junho de 2019, acusado de atirar contra dois rapazes em um espetinho no Conjunto Vingt Rosado em Mossoró, cidade da região Oeste do Rio Grande do Norte.
Uma das vítimas foi atingida com cerca de três tiros e socorrida para o Hospital Tarcísio Maia, onde encontra-se internada. O outro rapaz conseguiu correr e não foi baleado.
Uma guarnição da Polícia Militar, foi acionada pelo Ciosp para atender a ocorrência e conseguiu prender o policial, que ao ser preso, ameaçou os policiais que efetuaram sua prisão.
Ângelo Xavier foi conduzido para a Delegacia de Plantão da Polícia Civil, onde foi autuado em flagrante por crime de tentativa de homicídios e também vai responder por um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pela ameaça feita aos PMs.
Segundo informações colhidas pelo blog na delegacia de Plantão, o policial teria discutido com os rapazes que estavam no espetinho e tentado contra a vida dos dois. Após ser autuado em flagrante pelo delegado Evandro Luiz dos Santos, o PM da reserva foi conduzido ao Quartel da PM de Ceará Mirim, uma vez que nenhum dos Batalhões de Mossoró, dispõe de celas para policiais.
FIM DA LINHA

Papa escreve ao povo de Deus em caminho na Alemanha

Imagem Referencial: Papa Francisco com os bispos alemães em sua visita Ad Limina em 2015. Foto: Vatican Media / ACI Group

Com uma carta contendo 13 pontos, o Papa Francisco se dirige ao povo de Deus na Alemanha e aponta a "erosão" e o declínio da fé na nação e relança o projeto de evangelização da nação.
A carta, publicada hoje no original em espanhol e na tradução alemã, destaca uma série de preocupações e sinais de alerta que ocorreram durante o ano, e também aborda o tema do caminho sinodal. Precisamente em março deste ano, o cardeal Reinhard Marx, presidente da Conferência Episcopal Alemã, foi autor de uma proposta de um “caminho sinodal” para tratar os temas do abuso de poder na Igreja, abusos sexuais e o celibato sacerdotal.
O Papa escreveu: "O que este caminho sinodal significa em termos concretos e como ele será desenvolvido certamente exigirá uma consideração mais profunda", também porque "a perspectiva sinodal não cancela antagonismos e perplexidades, e mesmo conflitos não terminam com resoluções sincretistas de bom consenso".
Falando do caminho sinodal, o Papa Francisco refere-se também ao seu encontro com a assembleia geral da Conferência Episcopal Italiana, na qual ele falou de uma sinodalidade "de baixo para cima".
Papa Francisco enfatiza que "enfrentar e sofrer a situação atual não implica passividade, resignação e muito menos a negligência", e reiterou as preocupações destacadas no discurso com os bispos alemães por ocasião de sua visita ad limina a Roma em novembro de 2015. Nessa reunião O Papa Francisco havia notado que "cada vez menos pessoas se aproximam aos sacramentos", enfatizou que "o sacramento da Penitência desapareceu com frequência" e pediu uma "conversão pastoral" para as instituições, das quais "o perfil católico deve ser tratado", aviso de centralização excessiva.
O Papa Francisco nos pede que evitemos a tentação de "reorganizar as coisas" diante de tantos "problemas e defeitos", mas olhemos para a dimensão teológica, considerando antes de tudo a graça de Deus e lembrando que "a transformação não pode ser exclusiva". resposta a dados ou necessidades externas". "A conversão pastoral - sublinha o Papa - nos lembra que a evangelização deve ser nosso critério orientador por excelência para discernir os movimentos".
Por isso, o Papa Francisco pede aos fiéis da Alemanha que evangelizem, porque "a evangelização, vivida assim, não é uma tática de reposicionamento eclesial", mas sim "um caminho de resposta do discipulado", possibilitado por "uma fé viva e experimentada” e que seja “celebrada e testemunhada com alegria".
O Papa Francisco observa que os desafios de hoje "não podem ser ignorados ou disfarçados", e devem ser abordados evitando perder a perspectiva, “limitando o horizonte e fragmentando a realidade". Na carta o Pontífice pede também para que seja evitada a tentação de "reduzir o povo de Deus a um grupo ilustrado que não nos permite ver, saborear e gozar desta santidade esparramada".
A Igreja da Alemanha passou por vários problemas nos últimos meses. Em particular, o tema da intercomunhão, ou seja, a prática de dar comunhão aos protestantes que são casados ​​com católicos, gerou tensões com a Santa Sé. O documento da Conferência Episcopal Alemã sobre intercomunhão, "Caminhando com Cristo, encontrando unidade. Casamentos inter-religiosos e partilha da Eucaristia ", foi rejeitado pelo prefeito da Congregação da Doutrina da Fé, Cardeal Luis Ladaria Ferrer, que, de acordo com o Papa Francisco, em uma carta de 25 de maio passado, julgou que o subsídio da Conferência Episcopal Alemã ainda não estava "maduro para ser publicado".
De acordo com um pedido recentemente publicado pela Universidade de Friburgo, o número de católicos oficialmente registrados na Alemanha deve cair pela metade a partir de 2060. Este número de registros é baseado em quantos pagam o Kirchensteuer, o imposto da Igreja.    

Por: Andrea Gagliarducci