OUÇA AQUI RÁDIO COMUNITÁRIA METAMORFOSE FM 104,9 - SÃO FRANCISCO DO OESTE /RN

terça-feira, 18 de junho de 2019

Vigilância Ambiental mantém agenda de capacitações sobre a raiva



A subcoordenadoria de Vigilância Ambiental (SUVAM) da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) reuniu na manhã deste terça-feira, 18, em seu edifício sede, a equipe do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Parnamirim, município que já detectou, em 2019, seis morcegos contaminados com o vírus da raiva. Também participaram técnicos do Laboratório Central do Rio Grande do Norte (Lacen), órgão responsável pela análise dos animais coletados pelos CCZ’s.
O objetivo foi repassar conceitos sobre raiva, sobre morcegos de áreas urbanas e orientações para investigação em áreas de risco de raiva. “Essa é mais uma ação para impedir casos de raiva em humanos. Os agentes de endemias precisam saber exatamente o que fazer para assim poderem orientar a população”, explicou a veterinária do Programa de Controle da Raiva da Sesap, Alene Castro. 
Até 11 de junho foram confirmados 31 animais com a doença, sendo 29 morcegos, um boi e uma raposa. Os casos foram registrados em 13 municípios, sendo que os de maior ocorrência foram Parnamirim (6), Santo Antônio (5), Caicó (4), Mossoró (4) e Macaíba (3).
A Sesap vai manter uma agenda de capacitações com os municípios, de modo a promover a integração entre os profissionais de saúde da assistência e os profissionais das vigilâncias, para que a investigação na área de ocorrência de acidentes envolvendo morcegos seja realizada mais prontamente e que aumente o número de envio ao Lacen de amostras de quirópteros suspeitos de raiva. 

SESAP/ASSECOM