JOSÉ EUGÊNIO DE FREITAS LUNGUINHO73699942449 - CNPJ/MF Nº 33.846.695/0001-86

terça-feira, 6 de agosto de 2019

Ex-prefeito Klauss Rêgo é denunciado por não prestar contas de verbas federais!

Klauss Rêgo também teria ocultado documentos referentes ao repasse dos recursos e poderá responder por improbidade.
O Ministério Público Federal (MPF) ajuizou uma ação de improbidade e uma denúncia contra o ex-prefeito de Extremoz, na região metropolitana de Natal, Klauss Francisco Torquato Rêgo. De acordo com o órgão, ele deve responder por não ter prestado contas de recursos recebidos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e que deveriam ser utilizados em melhorias nos colégios municipais, através do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), em 2015.

Naquele ano, conforme os investigadores, o FNDE repassou ao Município de Extremoz, através do programa, R$ 170.590. A prestação de contas quanto à aplicação dos recursos deveria ter sido apresentada até 30 de abril de 2016, ainda durante a gestão do prefeito. Contudo, o MPF afirma que ele se omitiu, mesmo tendo sido alertado diversas vezes pelo próprio Fundo Nacional.

Além disso, antes de encerrar seu último mandato (foram dois, de 2009 a 2016), Klauss Rêgo teria ocultado os documentos públicos sobre esses recursos, dificultando não só uma possível futura prestação de contas por parte de seu sucessor, como também prejudicando o trabalho dos órgãos de fiscalização, uma vez que torna mais difícil comprovar se a quantia foi, ou não, utilizada em prol da educação pública, conforme ressalta o autor das ações, o procurador da República Fernando Rocha.

G1