JOSÉ EUGÊNIO DE FREITAS LUNGUINHO73699942449 - CNPJ/MF Nº 33.846.695/0001-86

terça-feira, 6 de agosto de 2019

Natal e São Gonçalo aparecem entre as mais violentas do país

São Gonçalo do Amarante e Natal estão entre as cidades mais violentas do Brasil. É o que aponta relatório “Atlas da Violência – Retratos dos Municípios Brasileiros 2019″.
Divulgado na manhã desta segunda-feira (05/08/2019), o trabalho é do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), com análise de 310 municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes em 2017.

Rio Grande do Norte aparece em destaque em trabalho contido no Atlas da Violência (Foto: Ney Douglas)
O estudo revela que São Gonçalo do Amarante na Grande Natal está na terceira posição como a terceira mais violenta do Brasil, só perdendo para Maracanaú-CE (1º) e Altamira-PA (2º).
Natal é a quarta colocada entre as capitais. Fortaleza-CE (1ª), Rio Branco-AC (2ª) e Belém-PA (3ª).


RN em destaque no Atlas
No Nordeste, o estado com maior taxa de homicídios estimada, em 2017, era o Rio Grande do Norte (67,4), seguido por Ceará (64,0), Pernambuco (62,3), Sergipe (58,9), Bahia (55,3), Alagoas (53,9), Paraíba (33,9), Maranhão (31,9) e Piauí (20,9).
No Rio Grande do Norte, a Unidade da Federação com maior taxa estimada de homicídio do Nordeste, as cidades mais violentas se concentravam nas mesorregiões do Oeste e do Leste. João Dias era o município líder de mortes violentas, com taxa de 222,6, seguido por Extremoz (184,5), Ceará Mirim (173,7) e São José do Campestre (156,1).
Sindicato do Crime
A capital Natal possuía taxa de 73,4, enquanto que a média das taxas estimadas dos municípios do estado era de 47,0. Nesse estado, há a predominância do Sindicato do Crime (SDC), grupo criado por dissidentes do PCC em 2012, devido a “discordâncias administrativas”.
Esta facção criminosa, presente  no estado desde 2006, apesar de ter o controle de poucos bairros da capital potiguar, detém o poder econômico e consequentemente o controle das rotas de distribuição nacional e internacional das drogas, em um dos estados que se insere entre os principais na rota do tráfico de drogas do Brasil para a Europa.
Dez cidades com maiores taxas estimada de homicídios por 100 mil habitantes:
  1. Maracanaú (CE) – 145,7
  2. Altamira (PA) – 133,7
  3. São Gonçalo do Amarante (RN) – 131,2
  4. Simões Filho (BA) – 119,9
  5. Queimados (RJ) – 115,6
  6. Alvorada (RS) – 112,6
  7. Marituba (PA) – 100,1
  8. Porto Seguro (BA) – 101,6
  9. Lauro de Freitas (BA) – 99,0
  10. Camaçari (BA) – 98,1
Das dez cidades com maiores taxas estimadas de homicídios, seis são nordestinas, duas são da região Norte, uma do Rio de Janeiro e outra do Rio Grande do Sul. Por outro lado, aquelas que apresentaram os menores números figuram apenas em dois estados: São Paulo e Santa Catarina.
Veja a íntegra do Atlas da Violência clicando AQUI.