JOSÉ EUGÊNIO DE FREITAS LUNGUINHO73699942449 - CNPJ/MF Nº 33.846.695/0001-86

segunda-feira, 5 de agosto de 2019

Santos goleia o Goiás e segue líder do Brasileiro

Soteldo, duas vezes, e Sánchez marcaram três dois seis gols do Santos contra o Goiás

O Santos segue firme e forte na liderança do Campeonato Brasileiro. Neste domingo pela manhã goleou o Goiás, fazendo 6 a 1, na Vila Belmiro, em uma atuação de gala, regida pelo técnico argentino Jorge Sampaoli. Mesmo suspenso, o argentino conseguiu fazer os jogadores assimilarem seus conceitos durante a semana. Eles apenas repetiram, com maestria, o que vêm fazendo durante todo o campeonato, para surpresa dos que não acreditavam na qualidade da equipe.
Com gols de Sánchez, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique, Sasha e Soteldo (2), o time santista jogou de forma semelhante ao Palmeiras, dos tempos da Academia, nos anos 60, que também era regido por um argentino: Filpo Nuñez.
Se quando joga fora de casa o Santos não deixa a ousadia de lado, em casa o time manteve o ímpeto ofensivo para arrasar o adversário. Assim, chegou a 32 pontos, cinco a mais do que o Palmeiras, que joga neste domingo contra o Corinthians.
Tocava a bola com facilidade e inteligência desde a defesa. Pituca e Carlos Sánchez faziam um papel perfeito de ligação, dando dinamismo à equipe. E no ataque, Sasha, Derlis González e Soteldo, se movimentando, foram um permanente tormento para a defesa adversária.
Toque de bola e marcação
O Goiás, por outro lado, não se encontrou em nenhum momento da partida. Atônitos, seus jogadores não sabiam como conter a volúpia do adversário. É a segunda goleada sofrida pelo time goiano desde a parada da Copa América. A outra foi para o Flamengo, também por 6 a 1, no Maracanã.
Já no primeiro tempo, o Santos se impôs, fazendo 3 a 0. Com tamanha desvantagem, o técnico Claudinei Oliveira (ex-Santos, entre outros) se viu com poucas opções de mudanças para a etapa final.
Ambas as equipes voltaram com a mesma formação. E, logo no início, veio o quarto gol santista. O quinto e o sexto vieram com naturalidade. O Santos tocava a bola e se fechava muito bem na marcação.
Desta maneira, a cada tentativa do Goiás, o time se abria e dava espaços para o contra-ataque. Foi assim, por exemplo, que o time da casa fez o sexto, após Marinho arrancar e tocar para Soteldo, um dos destaques do jogo. No final, Kayke descontou, marcando o chamado "gol de honra".
Na próxima rodada, o Santos joga contra o São Paulo, no sábado, às 17h no Morumbi. E o Goiás tem outra tarefa difícil: enfrentar o Corinthians, no Itaquerão, na próxima quarta-feira, em jogo que foi remarcado de rodada anterior.
CORREIO DO POVO