JOSÉ EUGÊNIO DE FREITAS LUNGUINHO73699942449 - CNPJ/MF Nº 33.846.695/0001-86

domingo, 8 de setembro de 2019

Relator da reforma tributária no Senado pede dados sobre movimentações financeiras


No meio do debate sobre a volta da CPMF, o senador Roberto Rocha, relator da reforma tributária do Senado, enviou requerimento para o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. Ele quer saber qual é o volume exato de transações financeiras realizadas no país. Diz que não está claro.
Rocha fez um ofício para Davi Alcolumbre levar à mesa do Senado, que faria a solicitação. Mas, a essa altura do campeonato, achou melhor enviar ele mesmo para acelerar a resposta.
Empresas como Uber e Rappi entraram na mira da Abat (Associação Brasileira de Advocacia Tributária), que tenta incluir os aplicativos de serviços nos projetos de reforma tributária em tramitação na Câmara e no Senado.
A proposta da associação, de obrigar os aplicativos a direcionar 5% de suas receitas com comissões para a Previdência Social, foi encampada pelo senador Major Olímpio (PSL-SP) e pelo deputado Enrico Misasi (PV-SP), que apresentaram emendas.
Ela também prevê a criação de faixas de contribuições sociais cobradas das empresas sobre suas folhas de pagamento. O desembolso seria menor conforme aumenta o número de funcionários e a média salarial, que pode gerar redução para parte delas.
Painel S.A./Folha de S.Paulo