RIO GRANDE DO NORTE

Governadora abre seminário em homenagem ao centenário do educador Paulo Freire

Publicada em 17/09/21 às 09:51h - 981visualizações

por Blog Eugênio Freitas


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Elisa Elsie/Assecom-RN )

Governadora Fátima Bezerra destaca concepção de educação que promove a emancipação cultural social e política

 

Celebrando os 100 anos de nascimento do patrono da educação brasileira, Paulo Freire, o Governo do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer (Seec), realiza de 16 a 18 deste mês o Seminário Paulo Freire 100 anos de nascimento: um legado na educação no Brasil.

 

A governadora, professora Fátima Bezerra, participou da mesa de abertura nesta quinta-feira (16), ao vivo e de forma virtual, na sede da 8ª Diretoria Regional de Educação e Cultura (Direc) em Angicos, onde Paulo Freire iniciou o inovador programa de alfabetização de adultos em 40 horas.

 

Fátima fez explanação sobre o tema “Contribuições de Paulo Freire: Ferramentas de Transformação Social e Literária”.  O evento também contou com a participação do ex-ministro da Educação, professor Fernando Haddad.

Serão três dias de lives, sempre em formato virtual, às 15h, mediadas pelo secretário estadual de Educação, Getúlio Marques, com transmissão no canal da Seec no Youtube.

 

Em sua fala, Fátima Bezerra disse que, em Angicos, Paulo Freire plantou a semente do método que criou. "A experiência freireana fez de Angicos símbolo da luta pela alfabetização e criou nova concepção de educação para o Brasil. Rompeu a visão de que educação é só para as elites.”

 

A governadora acrescentou que, no município, Paulo Freire “ensinou mais que a ler e escrever.  Ensinou a ler o mundo, ensinou o cidadão a conquistar seus direitos a partir da concepção de uma educação popular e inclusiva. Por isso, foi e é atacado em diferentes momentos da história país”.

 

Explicou ainda que precisamos cada vez mais buscar ensinamentos de Paulo Freire. “Ele reconhecia nos homens e mulheres sujeitos portadores de direitos. A perspectiva de educação que promoveu a emancipação cultural, social e política rendeu a Paulo Freire perseguição política, prisão e exílio de 15 anos", registrou ao acrescentar a importância de preservar o legado do educador.  

Ex-ministro da Educação, o professor Fernando Haddad disse que Paulo Freire dedicou sua vida à educação e aos estudos, com a visão de que é preciso uma educação para a formação humanitária e para combater as assimetrias da sociedade. "É preciso questionarmos: o que queremos com a educação? A que mundo ela vai servir?", pontuou o ex-ministro. Ele lembrou a ampliação dos Institutos Federais de Educação e a importância que eles têm para as comunidades onde estão inseridos.

 

"Paulo Freire inseriu uma nova dimensão ao ensinar que o caminho é educar para libertar, para emancipar, para transformar, mostrando que não existe educação neutra, que educar é um ato político, uma tomada de posição frente ao mundo”, complementa o ex-ministro.

 

Fátima Bezerra anunciou para o próximo domingo (19) a inauguração de uma escultura de Paulo Freire em Angicos. Também haverá programação durante todo o dia com exposições, apresentação filarmônica, entrega de medalhas e apresentações em celebração aos 100 anos do patrono da educação.

 

A diretora da 8ª Direc, Marileide Matias enfatizou a importância de Paulo Freire e a necessidade de valorizar o seu legado. "O dia de hoje nos enche de esperança. É um privilégio viver esse momento, 100 anos do nascimento de Paulo Freire, ainda mais pertencendo a cidade onde ele desenvolveu seus trabalhos, Angicos", disse.

 

O seminário, que reúne educadores, gestores e convidados nacionais e internacionais, integra o conjunto de ações realizadas dentro do Ano Paulo Freire na Educação do Rio Grande do Norte, instituído pela Lei Nº 10.952, de 13 de julho de 2021, de autoria do deputado estadual Francisco do PT. "A pedagogia de Paulo Freire é transformadora e seus ensinamentos são propulsores da transformação da nossa difícil realidade na educação", considerou o deputado.

 

O segundo dia do seminário terá como tema “Paulo Freire: andarilhagens e contribuições além-mar”, que contará com a presença de educadores dos Estados Unidos, Colômbia, Moçambique, Portugal e México.

 

O último dia da programação, no sábado (18), professores das cinco regiões do país falarão das contribuições freireanas durante a mesa “Tempos de Vivência em cada canto do Brasil”.

 

Sediada em Angicos, a 8ª Direc realiza a coordenação da atividade, que conta com o apoio da Fundação José Augusto. Desde junho, a Seec vem realizando, com setores da pasta e todas as Direcs, atividades de discussão sobre as contribuições do homenageado na educação, o Círculo de Diálogos Paulo Freire.

 

Histórico

 

Em Angicos, no ano de 1963, Paulo Freire desenvolveu um método de alfabetização, com duração de 40 horas, considerado inovador, e que se mostrou eficaz. Baseando-se em experiências de vida das pessoas, Paulo Freire deixou de lado cartilhas tradicionais e passou a trabalhar com o conceito de “palavras geradoras”, que tinham como foco a realidade de cada trabalhador que estava sendo alfabetizado. Os agricultores eram familiarizados com palavras que faziam parte da sua rotina, como “terra”, “feijão”, “enxada”, “planta”. Com a fonética das palavras geradoras, Paulo Freire foi expandido os conhecimentos dos alunos.

 

PNAD

 

De acordo com a PNAD Contínua, realizada pelo IBGE, a população analfabeta do RN é de 400 mil pessoas. Diante desta realidade, o Governo do RN definiu, dentro do Programa Nova Escola Potiguar (PNEP), a aplicação de R$ 11 milhões para a realização de atividades de alfabetização e qualificação profissional.

 

Programa Nova Escola Potiguar – PNEP

 

Maior investimento anunciado para a Educação pública no Estado do Rio Grande do Norte, o PNEP reúne um conjunto de ações estruturantes que visam a criação do Instituto Estadual de Educação Profissional, Tecnologia e Inovação do Rio Grande do Norte, o IERN.

 

O PNEP contempla:

 

- Construção de 12 IERNs nos municípios de:  Alexandria, Areia Branca, Campo Grande, Jardim de Piranhas, Mossoró, Natal, Santana do Matos, São José de Mipibu, São Miguel, Tangará, Touros e Umarizal.

 

- Adequação de 11 Centros Estaduais de Educação Profissional (CEEPs) para funcionar nos mesmos moldes dos IERNs.

 

- Construção de mais 10 novas escolas regulares;

 

- Reforma em 60 unidades estaduais de ensino;

 

- Obras de manutenções em mais 100 escolas;

 

- Compras de mobiliários e de equipamentos de tecnologia da Informação;

 

- Capacitação continuada de educadores – modernização da gestão e capacitação dos professores;

 

- Ações para superação do analfabetismo no RN. 

 

Ao todo, o PNEP envolverá 182 escolas estaduais construídas, reformadas e equipadas, com um investimento de R$ 400 milhões, para o biênio 2021-2022.

 

São R$ 289,5 milhões de recursos do FUNDEF, mais ganhos de capital, adicionados a R$ 110,5 milhões de recursos próprios, advindos da exitosa política fiscal e financeira da atual gestão.

 

Do montante que diz respeito aos recursos próprios, R$ 60 milhões serão aplicados em ações de apoio tecnológico e valorização profissional docente, acrescido de R$ 50,5 milhões aplicados nas ações de infraestrutura física no ano de 2022 (manutenções).

 


Assecom-RN



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (84) 9.9904-0161

Visitas: 84063
Usuários Online: 27
Copyright (c) 2021 - Blog Eugênio Freitas