RIO GRANDE DO NORTE

Piso nacional do magistério: Assembleia Legislativa do RN aprova reajuste salarial para professores da rede estadual

Publicada em 30/03/22 às 05:23h

por Blog Eugênio Freitas


Compartilhe
Compartilhar a notícia Piso nacional do magistério: Assembleia Legislativa do RN aprova reajuste salarial para professores da rede estadual  Compartilhar a notícia Piso nacional do magistério: Assembleia Legislativa do RN aprova reajuste salarial para professores da rede estadual  Compartilhar a notícia Piso nacional do magistério: Assembleia Legislativa do RN aprova reajuste salarial para professores da rede estadual

Link da Notícia:

Piso nacional do magistério: Assembleia Legislativa do RN aprova reajuste salarial para professores da rede estadual
 (Foto: Assembleia Legislativa do RN aprova reajuste salarial dos professores e especialistas em educação — Foto: Divulgação/ALRN)
Por g1 RN — Natal


Aumento vale também para especialistas em educação. Trabalhadores aceitaram proposta do governo do RN no início do mês de março para implementação do reajuste nacional, de 33,24%.


A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte aprovou na manhã desta terça-feira (29), por unanimidade, o reajuste salarial dos cargos públicos de provimento efetivo de professor e dos especialistas em educação da rede estadual, de acordo com o novo piso do magistério.

A implementação no RN tem efeitos financeiros retroativos a 1º de janeiro de 2022, em cumprimento à Portaria nº 67, do Ministério da Educação, e será paritário para professores da ativa, aposentados e pensionistas.

Líder do governo na Casa, o deputado Francisco do PT, destacou que a proposta contempla o acordo consensual entre o Executivo e a categoria.

"Nós estamos trabalhando para dar celeridade à sanção pela governadora, mas, para sair na folha, junto com o pagamento de março, não será mais possível. O governo já sinalizou e se comprometeu com uma folha suplementar para garantir essas diferenças", falou.

Hermano Morais (PSB) ponderou que o reajuste concedido pelo governo federal "não tem sido fácil para alguns municípios, grandes e pequenos" e apelou para uma busca pelo entendimento entre gestores e a categoria.

Os professores da rede pública estadual realizaram greve entre 14 de fevereiro e 4 de março, quando aceitaram a proposta do governo para pagamento em três etapas e retroativo para ativos, aposentados e pensionistas.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (84) 9.9904-0161

Visitas: 248726
Usuários Online: 25
Copyright (c) 2022 - Blog Eugênio Freitas - FELIZ 2022!