ESPORTE

Campeão da 2a Divisão, Potyguar de Currais Novos volta à elite do futebol Potiguar

Publicada em 13/10/21 às 08:07h - 517visualizações

por Blog Eugênio Freitas


Compartilhe
   

Link da Notícia:

Potyguas de Currais Novos consegue o acesso  (Foto: Reprodução)

O Potyguar de Currais Novos é o campeão da segunda divisão do Campeonato Potiguar de Futebol. A equipe venceu o Riachuelo pelo placar de 1x0 e confirmou o acesso à Série A do futebol do RN.

O gol do jogo foi marcado pelo zagueiro Higor, numa cobrança de escanteio, marcando de cabeça.

A partida foi marcada por uma soberania do Potyguar no primeiro tempo, que chegou a acertar a trave com o atleta Piauí e produziu mais ofensivamente. O Riachuelo se defendia e saía nos contra ataques, mas nada que surpreendesse o time seridoense. No final da primeira etapa, Thiago Potyguar, idolo do time tricolor, saiu machucado.
 
Na etapa final, as equipes voltaram mais precavidas e arriscaram pouco. Sob o comando do técnico Mirabor Rocha, o Riachuelo tentou de várias formas, mas não conseguiu furar o bloqueio tricolor. Já o Potyguar tentou pelas bolas paradas e nas jogadas de linha de lado, até que num escanteio, o Tricolor encontrou o gol com Higor, de cabeça.
 
Após o gol, o Riachuelo pressionou, mas não representou tanto perigo para a equipe adversária e terminou na vice liderança do Campeonato Potiguar. Após quase dez anos, o Potyguar volta a elite do futebol do Rio Grande do Norte.
 
Com o resultado, o Potyguar de Currais Novos volta à elite do futebol Potiguar, fato que não acontecia desde 2012. O grande feito da equipe seridoense foi vencer o ABC em 2009, no Frasqueirão, por 1 a 0, pela Copa do RN.
 
Fonte: TN online



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (84) 9.9904-0161

Visitas: 84037
Usuários Online: 20
Copyright (c) 2021 - Blog Eugênio Freitas